Campo Grande,  
Notícias

::17/6 ::

Parlamentares visitam o Centro do Couro na Embrapa

Políticos de Mato Grosso do Sul visitam o Centro de Tecnologia do Couro (CTC)-MS, nesta sexta, dia 18. A visita do vice-governador do Estado Egon Krackec, do deputado federal Vander Loubert, do vereador Alex do PT e, possívelmente, do senador Delcídio Amaral acontece pela manhã às 7h30, na sede da Embrapa Gado de Corte, à Br 262, km 4 (saída para Aquidauana).
Os parlamentares serão recepcionados pela chefia da Unidade que os acompanhará até as instalações do CTC. O coordenador do projeto, Edson Cardoso, da Embrapa Gado de Corte, e o pesquisador Manuel Jacinto farão as apresentações do Centro do Couro. Serão mostradas as instalações do Centro, situação atual do projeto, distribuição, ordenamento, como será seu funcionamento e recursos necessários para o término da obra. Os especialistas da Embrapa também vão abordar a importância estratégica do CTC. “Trata-se do primeiro Centro de Tecnologia de Couro no Centro Oeste. No Brasil é o primeiro no gênero”, diz Edson Cardoso.


O CTC-MS tem os seguintes objetivos:
a) Implementação de pesquisa e desenvolvimento, adaptação, otimização e difusão de tecnologias para a cadeia produtiva do couro bovino e derivado, bem como de couros e peles exóticas ao sistema tradicional;

b) Formação e capacitação de recursos humanos para: atendimento a frigoríficos; curtumes e indústrias de calçados e artefatos de couro (esfola, tratamento e técnicas de beneficiamento/acabamento do couro); gestão ambiental (tratamento de efluentes de curtumes), e na transferência e gestão de tecnologias;

c) Prestação de serviços técnicos especializados para as indústrias do setor de couros e derivados e

d) Atendimento às demandas tecnológicas e ambientais da cadeia produtiva do couro.

Quando o CTC estiver totalmente instalado processará diariamente o máximo de 30 couros bovinos, além de couros e peles de pequenos animais, utilizando todas as técnicas de curtimento, recurtimento, acabamento e tingimento, deixando o couro em condições de uso imediato em indústrias calçados, forros, vestuários, etc. Esses couros serão vendidos para pequenas indústrias existentes no Estado de Mato Grosso do Sul. O preço internacional de um couro acabado, pronto para uso e que possa ser transformado em calçado (25 pares por couro), poderá chegar a noventa dólares.

Mantendo a produção de 30 couros/dia, será possível auferir uma receita bruta diária de dois mil e setecentos dólares.

Redação
Eliana Cezare

[Outras notícias]

 
  © Copyright 2004
Embrapa Gado de Corte.