Projetos

PROJETOS EM ANDAMENTO NA EMBRAPA GADO DE CORTE

1. Avaliação de espécies arbóreas e espaçamentos para o desenvolvimento de sistemas silvipastoris no Mato Grosso do Sul visando a produção pecuária, de madeira e manutenção da biodiversidade. 

Início: Julho/2004 
Local: Embrapa Gado de Corte
 
Fonte financiadora: Fundect

OBJETIVOS 

Este experimento tem por objetivo estudar o desempenho de esp√©cies florestais e a competi√ß√£o entre √°rvores e forrageiras em diferentes densidades arb√≥reas em pastagens de Cerrado em MS. As √°rvores foram implantadas na √°rea de pastagem de¬†Brachiaria brizantha¬†cv. Marandu, em duas rodas de competi√ß√£o de NELDER. Cada roda de competi√ß√£o (uma roda combina tr√™s esp√©cies nativas: Cumbaru,¬†Dipteryx alata, jatob√° do cerrado,¬†Hymenaea stigonocarpa, e gon√ßalo-alves,¬†Astronium fraxinifolium; a segunda roda √© deEucaliptus urograndis) √© formada por 16 c√≠rculos conc√™ntricos e 24 raios. A densidade de √°rvores varia de 40 a 800 √°rvores/ha. Ser√£o avaliados √≠ndices de produ√ß√£o e qualidade da pastagem, aspectos climatol√≥gicos, f√≠sico-qu√≠mica do solo e din√Ęmica de nutrientes e par√Ęmetros de crescimento das √°rvores.

Colaboradores: CNPF, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul-UFMS, Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região  do Pantanal-Uniderp.

2.¬†Avalia√ß√£o de esp√©cies arb√≥reas e da efici√™ncia de repelentes org√Ęnicos naturais para a introdu√ß√£o de √°rvores em pastagens com bovinos.¬†

Início: Fevereiro/2005
Local: Embrapa Gado de Corte

OBJETIVOS 

Este trabalho visa comparar a efici√™ncia de compostos org√Ęnicos na prote√ß√£o de mudas florestais introduzidas em pastagens com bovinos. O primeiro experimento foi conduzido na Embrapa Gado de Corte, por 54 dias, avaliando-se o estabelecimento de jenipapo, cumbaru, sans√£o do campo, b√°lsamo e guapuruvu, em pastagens de Brachi√°ria brizantha. Foram plantadas 40 plantas/esp√©cie, em espa√ßamento 10 m x 10 m, em blocos casualizados com parcelas subdivididas. Os tratamentos foram: sangue bovino seco, ovos sem cascas, aspergidos sobre as folhas; fezes bovinas ao redor da muda e testemunha sem prote√ß√£o. O guapuruvu apresentou sobreviv√™ncia de 72,5%, enquanto 100% das plantas de sans√£o do campo pereceram. A aplica√ß√£o de fezes ao redor da muda parece ter dado maior prote√ß√£o √†s plantas. Outro experimento ser√° implantado em novembro 2005, em condi√ß√Ķes an√°logas. Ser√£o plantadas duas esp√©cies florestais, guapuruvu (Schizolobium parayba) e sans√£o do campo (Mimosa caesalpiniaefolia), tratadas com os repelentes: biofertilizante, fezes l√≠quidas, √°cido pirolenhoso, calda sulfoc√°lcica, e comparadas √†s mudas sem prote√ß√£o (testemunha). Ser√£o avaliados, quinzenalmente, a taxa de sobreviv√™ncia, extens√£o dos danos por animais, perda da gema apical e altura e di√Ęmetro das mudas.
Colaboradores: UFMS, Uniderp


3. Avaliação do crescimento inicial e sobrevivência em campo de mudas florestais nativas do Cerrado indicadas para sistemas agroflorestais. 

Inicio: Dezembro/2004
Local: Embrapa Gado de Corte
Fonte financiadora: Fundect

OBJETIVOS 

O objetivo deste trabalho foi avaliar o √≠ndice de sobreviv√™ncia e desenvolvimento inicial de 11 esp√©cies florestais nativas (Carobinha do cerrado (Jacaranda decurrens¬†Cham. -Bignoniaceae), Chico-Magro (Guazuma ulmifoliaLamb. – Sterculiaceae), Canaf√≠stula (Peltophorum dubium¬†Taub. – Caesalpiniaceae), Copa√≠ba (Copaifera langsdorffii¬†Desf. – Leguminosae, Caesalpinioideae), Ip√™-Roxo (Tabebuia impetiginosa¬†Standley – Bignoniaceae), Amendoin-Bravo (Pterogyne nitens¬†Tul. – Caesalpiniaceae), Angico-Branco (Anadenanthera colubrina¬†Brenan – Mimosaceae), Guanandi (Calophyllum brasiliensis¬†Cambess. – Clusiaceae), Aroeira verdadeira (Myracrodruon urundeuva¬†Fr. AII. – Anacardiaceae) e o Cedro (Cedrella fissilis¬†Vell. – Meliaceae)), escolhidas pelo valor econ√īmico e/ou interesse ambiental, para o plantio em linhas nas pastagens.

Colaboradores: Embrapa Florestas 

4. Elaboração de banco de dados para SSPs

Início: Junho/2005 
Local: Embrapa Gado de Corte
 
Fonte financiadora: Fundect
 

OBJETIVOS

Disponibilizar informação sobre insumos (venda de sementes e mudas), legislação, serviços (silvicultura), mercado potencial e espécies florestais nativas para o pecuarista interessado em estabelecer sistemas silvipastoris em MS.

Colaboradores: UFMS (cadastro de viveiros da Rede de Sementes do Pantanal), Ibama (cadastro de viveiros e de consumidores de produtos florestais), Crea-MS. 

5. Avaliação de leguminosas forrageiras lenhosas em banco de proteína para suplementação de bovinos em assentamento rural.

Início: Julho/2005 
Local: Sidrol√Ęndia, MS
 
Fonte financiadora: Fundect

OBJETIVOS

Avaliar produ√ß√£o, bromatologia e compostos secund√°rios de leguminosas forrageiras (1-¬†Cratylia argentea, 2 –¬†Flemingia macrophylla, 3 –¬†Albizia lebbeck, 4 –¬†Gliricidia sepium, 5 –¬†Cajanus cajan¬†e 6-¬†Leucaena leucocephala), plantadas em banco de prote√≠na misto para corte e acarreio, em solos de baixa fertilidade, visando a suplementa√ß√£o de bovinos de leite.

Colaboradores: UFMS, Instituto de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural de Mato Grosso do Sul РIdaterra, Uniderp. Provisão de sementes e inóculo:  Embrapa Cerrados, Embrapa Gado de Leite, Embrapa Agrobiologia.

setembro 2020
D S T Q Q S S
« jun    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930