You need to set up the menu from Wordpress admin.
dez 11, 2014
Josimar Lima do Nascimento
Coment√°rios desativados em Iniciativas re√ļnem cientistas e estudantes integrando Educa√ß√£o e Ci√™ncia

Iniciativas re√ļnem cientistas e estudantes integrando Educa√ß√£o e Ci√™ncia

Ano 10 – n¬ļ 1.289

 

curso_cbab_nov2

‚Äú√Č preciso observar o contexto hist√≥rico da ci√™ncia e tecnologia no Brasil e no mundo para compreender que o desenvolvimento econ√īmico e social de um pa√≠s depende e est√° relacionado ao trip√© ‚ÄėEduca√ß√£o, Ci√™ncia e Tecnologia’‚ÄĚ, palavras do ministro de Ci√™ncia, Tecnologia e Inova√ß√£o, Cl√©lio Campolina, em palestra durante a √ļltima Reuni√£o Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ci√™ncia (SBPC), ocorrida em Rio Branco-AC. A afirma√ß√£o ressalta os diferentes atores sociais relacionados √† ci√™ncia e sua import√Ęncia para uma real compreens√£o dos prop√≥sitos da educa√ß√£o cient√≠fica, vis√£o percebida nas √ļltimas semanas na Embrapa, em Campo Grande-MS.


A mais recente delas refere-se √†s a√ß√Ķes do programa de integra√ß√£o regional, Centro Brasileiro-Argentino de Biotecnologia (CBAB/CABBIO), que visa consolidar os la√ßos de coopera√ß√£o entre os dois pa√≠ses, e trouxe para a capital do Estado, acad√™micos brasileiros, argentinos, paraguaios e uruguaios para um treinamento em ‚ÄúDesenvolvimento inovador de vacinas e m√©todos de diagn√≥stico de enfermidades animais‚ÄĚ, com pesquisadores da Embrapa, FioCruz, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e Universidade Cat√≥lica Dom Bosco (UCDB).


Em 90 horas/aula, os 15 estudantes adquiriram conceitos b√°sicos de imunologia, biologia molecular, produ√ß√£o e purifica√ß√£o de prote√≠nas recombinantes, desenvolvimento tecnol√≥gico de vacinas, prote√īmica, t√©cnicas de imunodiagn√≥stico e moleculares e bioinform√°tica em apoio √† an√°lise gen√īmica. ‚ÄúTemos fortes estudos em biotecnologia animal e a internacionaliza√ß√£o √© fundamental para as pesquisas e forma√ß√£o de recursos humanos‚ÄĚ, assegura Cristiano Marcelo Carvalho (UCDB), coordenador da iniciativa.


curso_cbab_nov3

Para alguns, como o doutorando em parasitologia, Jorge Miret, tamb√©m especialista do Instituto de Investiga√ß√£o em Ci√™ncia da Sa√ļde, da Universidade Nacional de Assun√ß√£o (Paraguai), √© um per√≠odo de atualiza√ß√£o de m√©todos e ferramentas e prospec√ß√£o de parcerias futuras entre as organiza√ß√Ķes. J√° para o bi√≥logo argentino, Jose Manoel Jaramillo Ortiz com tese em desenvolvimento de vacinas para babesia bovina, √© uma troca de ‚Äúconhecimento e experi√™ncia. Uma oportunidade √ļnica de aprendizado e integra√ß√£o‚ÄĚ. Miret e Ortiz destacaram os esfor√ßos dos pa√≠ses envolvidos na forma√ß√£o de novos talentos da Ci√™ncia.


Professor da Universidade Nacional de Mar del Plata e cientista do Instituto Nacional de Tecnologia Agropecu√°ria (INTA), Fernando Alberto Paolicchi valida esse empenho lembrando o investimento f√≠sico, humano e financeiro necess√°rios para a realiza√ß√£o do treinamento, mas, principalmente, ‚Äúpara o fortalecimento cient√≠fico e a consolida√ß√£o de grandes trabalhos de pesquisa para e na Am√©rica Latina, que resultar√£o em melhores produtos √† disposi√ß√£o da sociedade‚ÄĚ. H√° 30 anos na √°rea de educa√ß√£o e ci√™ncia, Paolicchi sente-se confortado ao perceber uma continuidade cient√≠fica iniciada por seus contempor√Ęneos e observa que ‚Äúo Mercosul sem rela√ß√Ķes humanas de qualidade e bem constru√≠das n√£o obt√©m √™xitos‚ÄĚ. Ele ao lado do bioqu√≠mico Martin Jose Zumarraga (INTA) e do m√©dico-veterin√°rio Fl√°bio Ribeiro Ara√ļjo (Embrapa) ministraram no curso as disciplinas referentes √† tuberculose bovina e s√£o parceiros em projetos.


‚Äú√Č um interc√Ęmbio de ideias e compartilhamento de material para pesquisa‚ÄĚ, comenta a pesquisadora Gr√°cia Maria Soares Rosinha. Ela conta que √© o terceiro curso em vacinologia realizada na Unidade da Embrapa, por meio do CBAB, e a cada novo grupo uma nova experi√™ncia, acrescentada √† vida de cientistas e acad√™micos. Al√©m de Gr√°cia Rosinha e Fl√°bio Ara√ļjo, Lenita Ramires dos Santos e Newton Val√©rio Verbisck completam a equipe da Empresa. Pela UCDB e UFMS est√£o os professores Cristiano Carvalho, Carina Elisei de Olivera e Nalvo Franco de Almeira Jr.; os especialistas da FioCruz, Jislaine Guilhermino e Ana Tereza Guerrero; e como palestrante convidado, Sergio Shigueraro Tutya, da Universidade Federal de S√£o Paulo (Unifesp).


No meio da Jornada – Eles ainda n√£o est√£o em interc√Ęmbio internacional, mas o caminho est√° trilhado. H√° dez anos, o Centro realiza a Jornada Cient√≠fica da Embrapa Gado de Corte (JCEGC), ocupando um lugar de destaque no calend√°rio de eventos local, com o objetivo de valorizar o trabalho de estagi√°rios, bolsistas e p√≥s-graduandos que colaboram com estudos na Unidade. Ano a ano, a Jornada tornou-se uma vitrine de talentos e muitos pesquisadores que hoje comp√Ķem o quadro profissional da Empresa passaram pela experi√™ncia.


img_3864

Divididos em categorias РDoutorado/DCR, Mestrado/Apoio Técnico e Iniciação Científica, os estudantes apresentam as pesquisas da Empresa em suas mais diversas linhas, sanidade animal e vegetal, melhoramento genético animal e vegetal, nanotecnologia, tecnologia da informação, dentre outras. Este ano foram 43 resumos sob a responsabilidade das pesquisadoras Grácia Rosinha e Alexandra Rocha de Oliveira.


Os premiados de 2014 foram: Doutorado/DCR – Nayana Nazareth Nantes, Anna Let√≠cia Rigo Munhoz Louzan e Isabella Maiumi Blecha; Mestrado/Apoio T√©cnico ‚Äď Gustavo Garcia Santiago, Bruno Ferreira dos Santos e Marrielen Bertolacci; e Inicia√ß√£o Cient√≠fica ‚Äď Renata Faria Tolentino, Glenda Moreira Weis e Juliana Souza, conduzidos pelos especialistas Val√©ria Pacheco, Gr√°cia Rosinha, Fabiana Siqueira, Lucimara Chiari, Jos√© Raul Val√©rio, Cacilda Borges do Valle e Denise Montagner.


jcegc_apresentacaotolentino

Despretensiosamente e estreando em encontros t√©cnico-cient√≠ficos, Renata Tolentino, se disp√īs apresentar um trabalho sobre o manejo do capim Momba√ßa, mesmo sem a obrigatoriedade de participar, e conquistou o 1¬ļ lugar na categoria Inicia√ß√£o Cient√≠fica. Para a jovem estudante de Agronomia a viv√™ncia ‚Äútanto na Jornada quanto na Embrapa trouxe uma realidade para o que √© ensinado na faculdade e aproximou o universo da pesquisa ao cotidiano‚ÄĚ.


Sua orientadora, Denise Montagner, foi bolsista em 2006 e coordenou em 2013 a JCEGC como pesquisadora, e acredita ‚Äúque ter sido bolsista ajudou a conhecer o processo, entender o que os alunos passam, os seus medos e a emo√ß√£o de concorrer ao pr√™mio. A Jornada Cient√≠fica serve de incentivo para a introdu√ß√£o √† C&T, pois fortalece o treinamento do aluno em v√°rias formas: reda√ß√£o do resumo cient√≠fico, preparo da apresenta√ß√£o, treinamento para apresentar em p√ļblico, controle emocional, enfim, atitudes que fazem parte da constru√ß√£o do perfil de um futuro docente ou pesquisador‚ÄĚ.


Primeiros passos – J√° os participantes da Feira de Tecnologias, Engenharias e Ci√™ncias de Mato Grosso do Sul (Fetec/MS) s√£o estudantes da rede p√ļblica ou privada de Ensino Fundamental, M√©dio e T√©cnico, integrado ou profissionalizante que apresentam projetos nas mais diversas √°reas do conhecimento Ci√™ncias Exatas e da Terra; Ci√™ncias Biol√≥gicas; Engenharia; Ci√™ncias da Sa√ļde; Ci√™ncias Agr√°rias; Ci√™ncias Humanas; Ci√™ncias Sociais e Aplicadas; Lingu√≠stica, Letras e Artes.


A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul sediou esta edi√ß√£o da Fetec/MS, organizada pelo Instituto de Qu√≠mica e Faculdade de Computa√ß√£o da UFMS, InterCi√™ncias, Ofi Ci√™ncia e Grupo Arand√ļ de Tecnologias e Ensino de Ci√™ncias, com apoio de diversas institui√ß√Ķes, como Fundect, Sebrae e CNPq e as propostas finalistas concorreram, dentre outras premia√ß√Ķes, a vagas na Feira Brasileira de Ci√™ncias e Engenharia (Febrace 2015) e a dez bolsas de inicia√ß√£o cient√≠fica j√ļnior. Os t√©cnicos e bolsistas de p√≥s-gradua√ß√£o colaboraram como avaliadores desta 4¬™ edi√ß√£o e ao final selecionaram o melhor trabalho, premiando com uma vaga no curso de insemina√ß√£o artificial, realizado, periodicamente, na Embrapa Gado de Corte, em Campo Grande-MS.


Uma formação científica básica desde o início do processo escolar é primordial. Todas essas abordagens contribuem, de forma decisiva, para que os jovens motivem-se a seguir carreiras científicas e tecnológicas, refletindo no desenvolvimento do país e da cidadania.

 

Redação e fotos: Dalízia Aguiar

dez 5, 2014
Josimar Lima do Nascimento
Coment√°rios desativados em Bem-estar para animais e homens

Bem-estar para animais e homens

Ano 10 – n¬ļ 1.288

img_4205


O ano foi de quebra de conceitos para os colaboradores de campo da Unidade. Inseridos na nova realidade de produção e consumo, na qual a qualidade, a origem e a segurança do produto fazem a diferença, os empregados participaram em 2014 de treinamentos em aplicação de medicamentos e manejo racional, focando no bem-estar como caminho para se obter mais segurança às pessoas e aos animais, maior eficiência na atividade diária da propriedade e menor estresse do gado e dos trabalhadores.

 

Esta semana, Renato dos Santos, m√©dico-veterin√°rio de campo h√° mais de 30 anos, especialista no assunto que ministrou o curso ‚ÄúWebinar internacional manejo e bem-estar animal‚ÄĚ ao lado de Jos√© Rodolfo Ciocca e Temple Grandin, psic√≥loga por forma√ß√£o e Ph.D em zootecnia, respons√°vel por revolucionar as pr√°ticas para o tratamento racional de animais vivos em fazendas e abatedouros, esteve dois dias com nossa equipe, acompanhado da terapeuta Rosangela Butsev, falando, mais uma vez, dos impactos positivos da introdu√ß√£o de tais princ√≠pios na lida rural.

 

Com metodologia peculiar, Renato trouxe novas ferramentas para facilitar o manejo, como no√ß√Ķes sobre a zona de fuga e o ponto de equil√≠brio, por√©m, o t√©cnico ressalta que o conhecimento √© o principal instrumento do trabalhador. ‚ÄúEle precisa, primeiramente, conhecer o animal, suas rea√ß√Ķes e mudar sua atitude, conscientemente. Afinal, a grande maioria das pessoas n√£o gosta de machucar os animais. Quando faz √© por desconhecer alternativas mais eficientes e menos agressivas‚ÄĚ.

 

img_4133 img_4183

 

img_4208  img_4215

 

 

H√° 34 anos na Empresa, o manejador de gado Sebasti√£o Almeida da Fonseca confirma que ‚Äúdemorou muito para isso chegar √† Unidade. Sinto que demoramos para acordar. Quantas vezes fomos ao campo, levamos o gado para l√° e para c√° e nem sabemos o porqu√™ da movimenta√ß√£o. Logo estarei me aposentado e espero que os novos possam aproveitar melhor o que aprendemos aqui‚ÄĚ. Com seus seis anos de Embrapa, Joelcio Almeida, deseja que agora com conhecimento adquirido e capacitado, o grupo tenha condi√ß√Ķes de colocar em pr√°tica o aprendizado. ‚ÄúO conhecimento chegou faz pouco, mas isso nos prepara para o mercado, n√£o somente para a Embrapa‚ÄĚ, avalia.

 

A legisla√ß√£o de bem-estar animal no Brasil teve in√≠cio com o Decreto n¬ļ 24.645 de julho de 1934, que estabelece medidas de prote√ß√£o animal. A Constitui√ß√£o Federal de 1988, no seu artigo n¬ļ 225, concede ao poder p√ļblico compet√™ncia para proteger a fauna e a flora e em mar√ßo de 2008 foi institu√≠da pela Portaria n¬ļ 185 a Comiss√£o T√©cnica Permanente de Bem-Estar Animal do Minist√©rio da Agricultura, Pecu√°ria e Abastecimento (Mapa), aproximando o tema do setor.

 

img_4226No Centro, a capacita√ß√£o foi uma iniciativa da Comiss√£o de √Čtica para Uso de Animais (CEUA), regida desde 2012, liderada pelas pesquisadoras Vanessa Felipe de Souza e Alessandra Corallo Nic√°cio, juntamente com os gestores de campo e de recursos humanos. Ao todo, segundo Vanessa, foram disponibilizadas 25 vagas para os setores de M√°quinas e Ve√≠culos, Fazenda Modelo, Campos Experimentais e Produ√ß√£o Animal. A veterin√°ria espera que ‚Äúapesar das dificuldades relacionadas √† infraestrutura, que os empregados consigam fazer a teoria funcionar e se aperfei√ßoem como profissionais‚ÄĚ.

 

Renato tamb√©m acredita que o saber possibilita ‚Äúutilizar melhor o que se tem, buscando ultrapassar as dificuldades de infraestrutura‚ÄĚ, por√©m, para ele, a participa√ß√£o dos gestores no processo √© mais que crucial, enfatizando: ‚ÄúQuando o dono da fazenda n√£o se envolve √© dif√≠cil. Quem manda na fazenda √© o dono‚ÄĚ. Para a constru√ß√£o de uma nova realidade, ele recomenda a partilha do conhecimento, o questionamento e o di√°logo. ‚ÄúO ser humano √© capaz de conversar. Precisamos exercitar isso. Em equipe, o mais importante √© falar e escutar. Um compromisso de equipe promove mudan√ßas verdadeiras‚ÄĚ.

 

Redação e fotos: Dalízia Aguiar

dez 3, 2014
Josimar Lima do Nascimento
Comentários desativados em Os desafios da comunicação na Embrapa em debate

Os desafios da comunicação na Embrapa em debate

Ano 10 – n¬ļ 1.287

ecom_2014


Mais de cem profissionais que trabalham com comunica√ß√£o na Embrapa debatem em Bras√≠lia, temas relacionados a comunica√ß√£o na Empresa; sua import√Ęncia nos ambientes interno e externo e desafios.¬†Ap√≥s quatro anos o 6¬ļ Encontro de Comunica√ß√£o da Embrapa ‚Äď Ecom √© realizado de 02 a 05 de dezembro, reunindo profissionais da Embrapa de todo o Brasil. V√°rias Unidades mandaram mais de um profissional para participar, como a Embrapa Gado de Corte que est√° representada por tr√™s profissionais: uma de jornalismo, um de rela√ß√Ķes p√ļblicas e o supervisor do N√ļcleo de Comunica√ß√£o (NCO).


‚Äú√Č gratificante perceber o quanto a Comunica√ß√£o na Embrapa evoluiu, tanto no n√ļmero de profissionais qualificados quanto no entendimento da import√Ęncia da comunica√ß√£o por parte dos gestores da Empresa. Demorou, mas ouvi de um presidente da Empresa, o atual, Maur√≠cio Lopes, que ‚Äúo comunicador que n√£o se sentir informado deve se rebelar‚ÄĚ, em outras palavras, o presidente entende que n√£o √© admiss√≠vel que um comunicador da empresa n√£o esteja informado do que acontece nela‚ÄĚ – comentou satisfeita a jornalista Eliana Cezar.


Para o supervisor do NCO, Rodrigo Alva, ‚Äú√© estimulante perceber que a diretoria executiva da Embrapa entende a comunica√ß√£o como um ve√≠culo de enorme import√Ęncia para a sa√ļde da Empresa, al√©m de ser fundamental na conclus√£o de sua miss√£o‚ÄĚ. A Rela√ß√Ķes p√ļblicas Anelise Sulzbach considerou importante o pronunciamento dos dirigentes destacando a mensagem do presidente Maur√≠cio Lopes quando ele cita a Comunica√ß√£o como um dos quatro pilares da empresa¬† e que deve ser vista como um processo estrat√©gico por todos na Unidade, em especial pelos gestores de todos os n√≠veis hier√°rquicos.


Comunicação é fundamental para promover inovação e desenvolvimento

No primeiro dia do Encontro que por toda manhã contou com a participação da diretoria executiva da Empresa, houve apresentação de três painéis e espaço para perguntas e debates. Foram discutidos modelos de comunicação, processos, diretrizes e desafios da instituição em como se comunicar de forma eficiente.


Os debates prosseguem durante a semana com apresenta√ß√Ķes e discuss√Ķes sobre gest√£o da marca e imagem corporativa, os processos desenvolvidos pela Embrapa, o papel e responsabilidades dos gestores da Empresa, al√©m de espa√ßo para a troca de experi√™ncias entre os profissionais, apresenta√ß√£o de pain√©is trazidos pelas Unidades e realiza√ß√£o de oficinas como: planejamento visual, produ√ß√£o de conte√ļdos para novos ve√≠culos, cerimonial e eventos, assessoria de comunica√ß√£o para gestores e planejamento e avalia√ß√£o de a√ß√Ķes de comunica√ß√£o.


A realiza√ß√£o de reuni√Ķes como esta do Ecom deve ser vista como uma iniciativa de grande valia, uma vez que a cada ano o quadro da empresa se renova e todos precisam estar bem informados e atualizados do que acontece na institui√ß√£o e como os conhecimentos devem ser repassados e as comunica√ß√Ķes feitas. Na opini√£o de Rodrigo Alva, ‚Äúsinaliza um futuro a curto, m√©dio e longo prazos de muito trabalho, mas tamb√©m de perspectiva de muitos ganhos para a sociedade e da pr√≥pria Embrapa‚ÄĚ.


Redação: Eliana Cezar

Foto Rodrigo Alva

dez 2, 2014
Josimar Lima do Nascimento
Coment√°rios desativados em Destaques – Fan Page Fabebook

Destaques – Fan Page Fabebook

destaquesemanalfb_17a2111
nov 17, 2014
Josimar Lima do Nascimento
Comentários desativados em 10a Jornada Científica Embrapa Gado de Corte

10a Jornada Científica Embrapa Gado de Corte

Fotos

 

img_3864


Acesse aqui!

P√°ginas:«123456789...131»

Anos anteriores