Museu do Carrapato

APRESENTAÇÃO

A proposta da organização de informações sobre espécies de carrapatos na Embrapa Gado de Corte nasce da necessidade de oferecer um ponto de apoio regional sobre o assunto permitindo o acesso da sociedade de forma rápida a esses dados por um lado e da manutenção de indivíduos caracterizados e mantidos em uma coleção de referência servindo de apoio a comunidade científica.

A diversidade de espécies de carrapato em uma determinada região é importante na saúde animal considerando o viés econômico e o seu impacto na cadeia produtiva por meio de sua ação direção como também por meio da transmissão de patógenos e desenvolvimento de doenças. Por outro lado a saúde pública também é afetada por esses agentes e seus patógenos.

Podemos considerar que já foram classificadas mais de 907 espécies de carrapatos onde todos são sugadores de sangue de diversas espécies de hospedeiro, desde mamíferos até anfíbios, em diversas regiões do planeta como subártico até o equador, em diversos ambientes como desertos e matas equatoriais.

Eles transmitem uma grande variedade de patógenos (vírus, bactérias, parasitos), como por exemplo, eles infestam mais de 80% dos bovinos do mundo. Esses efeitos são muito importantes nas regiões tropicais e subtropicais do mundo. Carrapatos e os patógenos transmitidos por eles podem estabelecer-se em novos nichos e sofrer alterações genéticas consideráveis em suas populações

As relações econômicas, sociais e ambientais fazem com que o mundo sofra transformações mais rápidas e as respostas para esses novos desafios precisam ser consideradas a partir de informações de referência. Neste cenário o conhecimento das espécies autóctones e a introdução de novas espécies promove a necessidade de estudos avaliando novos impactos como também para o desenvolvimento de novas estratégias de manejo desta realidade.

O comércio global de animais vem aumentando o risco de introdução ou reintrodução de doenças zoonóticas emergentes e infestações em diversas regiões

A identificação de uma espécie em uma determinada região é importante pela disponibilização pura e simples desta informação como também contribui para o conhecimento da taxonomia, ecologia e epidemiologia dessas populações oferecendo subsídios nas políticas públicas para o seu controle tanto do ponto de vista econômico como em saúde pública.

Este museu vai funcionar de forma contínua com acesso via internet das informações consolidadas pela coleção depositada no laboratório de controle de carrapatos que vai ser realizada a partir de coletas de campo e recebimento de material de outros pesquisadores a título de doação para identificação. As identificações serão realizadas por meio da chave e por informações genéticas desses indivíduos analisados.

Vai fornecer informações sobre a taxonomia, biologia e importância dos carrapatos encontrados e disponibilizados para os estudos e inclusão na coleção de referencia. A Embrapa Gado de Corte possui uma interface científica com vários grupos de pesquisa no mundo facilitando a construção dessas informações de referência.

É difícil prever a direção dessas transformações associadas a uma nova ordem mundial e determinar precisamente as inter-relações e implicações dessas alterações na emergência e controle das infestações de espécies de carrapatos e pela consequente transmissão de doenças, porém estaremos mais preparados se conhecermos melhor a nossa realidade e tivermos acesso a informações de referência de forma ágil e sistematizada como a Embrapa Gado de Corte começa a construir e disponibilizar para a sociedade.

 

Renato Andreotti
Doutor em Biologia Molecular
Pesquisador A – Embrapa Gado de Corte

 

 

QUER FICAR INFORMADO SOBRE CONTROLE DE CARRAPATOS?

Então acesse agora mesmo o Canal Tick Talk Brasil no Youtube.

 

 

Museu do carrapato Embrapa Gado de Corte, Mato Grosso do Sul
(clique na imagem para ampliar)

Carrapatos no Mato Grosso do Sul (baixe aqui)

 

 

Carrapatos no Brasil

A fauna ixodidica Brasileira é composta aproximadamente de 61 espécies de carrapatos das 907 espécies catalogados em todo globo terrestre. No Estado do Mato Grosso do Sul já foram encontradas varias desses exemplares, sendo que o estudo desses parasitos tem sido relatados desde 1911, e muitos desses espécimes foram na ocasião doados a coleção de ixodideos do Instituto Oswaldo Cruz.

Espécies de carrapatos de ocorrência no Brasil

Ornithodoros sp

Ornithodoros talaje (Guérin-Méneville, 1849)

       

Ornithodoros brasiliensis (Aragão, 1915)

       

Ornithodoros rostratus (Aragão, 1911)

Ornithodoros hasei (Schulse, 1935)

       

Ornithodoros jul schulse (Schulse, 1940)

       

Ornithodoros marinkellei (Kohls, Clifford & 1969)

       

Ornithodoros nattereri (Warbuton, 1927)

       

Ornithodoros stageri (Cooley & Kohls 1941)

       

Ornithodoros mimon (Kols, Clifford & Jones, 1969)

       
Antricola sp

Antricola delacruzi (Estrada-penã, Barros-Batesti & Venzal, 2004)

Antricola guglielmonei (Estrada-penã, Barros-Batesti & Venzal, 2004)

Antricola inexpectata (Estrada-penã, Barros-Batesti & Venzal, 2004)

Ixodes sp

Ixodes loricatus (Neumann, 1899)

 
 

Ixodes amarali (Fonseca, 1935)

 
 
 
 

Ixodes aragaoi (Fonseca, 1935)

 
 
 
 

Ixodes paranaensis (Barros-Battesti, Arzua, Pichorim &Keirans, 2003)

 
 
 
 

Ixodes schulzei (Aragão & Fonseca, 1951)

 
 
 
 

Ixodes auritulus (Neumann, 1904)

 
 
 
 

Ixodes fuscipes (Koch, 1844)

 
 
 
 

Ixodes luciae (Senevet, 1940)

 
 
 
 
Argas sp

Argas miniatus (Koch, 1844)

Haemaphysalis sp

Haemaphysalis  juxtakochi (Cooley, 1946)

DSC02127-001
DSC02139-001
DSC02146-001

Haemaphysalis leporispalustis (Packard, 1869)

Haemaphysalis cinnabarina (Koch, 1844)

 
Rhipicephalus sp

Rhipicephalus sanguineus (Latreille, 1829)

 

Rhipicephalus microplus (Canestrini, 1887)

   
Dermacentor sp

Dermacentor nitens (Neumann, 1897)

Amblyomma sp

Amblyomma albopictum (Neumann, 1899)

       

Amblyomma aureolatum (Pallas, 1772)

   

Amblyomma auricularium (Conil, 1878)

       

Amblyomma brasiliense (Aragão, 1908)

Amblyomma cajennense (Fabricius, 1787)

 

Amblyomma calcaratum (Neumann, 1899)

DSC02150-001 DSC02154-001    

Amblyomma coelebs (Neumann, 1899)

Amblyomma dissimile (Koch, 1844)

       

Amblyomma dubitatum (Neumann, 1899)

DSC02164-001 DSC02166-002 DSC02172-001

Amblyomma fuscum (Neumann, 1907)

       

Amblyomma geayi (Neumann, 1899)

       

Amblyomma goeldii (Neumann, 1899)

       

Amblyomma humerale (Koch, 1844)

       

Amblyomma incisum (Neumann, 1906)

Amblyomma latepunctatum (Tonelli-Rondelli, 1939)

       

Amblyomma longirostre (koch, 1844)

       

Amblyomma scutatum (Neumann, 1899)

       

Amblyomma naponense (Packard, 1869)

   

Amblyomma nodosum (Neumann, 1899)

   

Amblyomma oblongoguttatum (Koch, 1844)

       
Amblyomma ovale (Koch, 1844)
   

Amblyomma pacae (Aragão, 1911)

       

Amblyomma parkeri (Fonseca & Aragão, 1952)

       

Amblyomma parvum (Aragão, 1908)

Amblyomma pseudoconcolor (Aragão, 1908)

       

Amblyomma romitii (Tonelli-Rondelli, 1939)

       

Amblyomma rotundatum (Koch, 1844)

   

Amblyomma scalpturatum (Neumann, 1906)

       

Amblyomma sculptum (Berlese, 1888)

       

Amblyomma tigrinum (Koch, 1844)

       

Amblyomma triste (Koch, 1844)

Amblyomma variegatum (Fabricius, 1794)

       

Amblyomma varium (Koch, 1844)

       

Amblyomma fuscum (Neumann, 1907)

       


Espécies de carrapatos de ocorrência em outros países

Amblyomma sp

Amblyomma gemma

   

Amblyomma naponense

   
Haemaphysalis sp

Haemaphysalis leachi

Ornithodoros sp

Ornithodoros porcinus

     

Ornithodoros savignyi

   
Rhipicephalus sp

Rhipicephalus appendiculatus

   

Rhipicephalus evertsii

   

Rhipicephalus simus

   

PORTUGAL

Dermacentor reticulatus

DSC02184-001 DSC02190-001 DSC02194 DSC02197-001

Dermacentor marginatus

DSC02203-001 DSC02215-001    

Hyalomma lusitanicum