Pecuarista brasileiro elege baixa fertilidade do solo como maior problema

Opiniões de produtores e técnicos sobre pastagens foram coletadas em 2019 em todo o Brasil. Foto: Juliana Sussai.

Levantamento feito pelo porftólio de pastagens da Embrapa no ano passado diagnosticou a baixa fertilidade do solo como principal problema apontado por produtores e técnicos. A sondagem ouviu 712 pessoas entre julho e agosto. Do total, 42% indicaram o entrave.

Continue lendo “Pecuarista brasileiro elege baixa fertilidade do solo como maior problema”

Função em aplicativo Pasto Certo abre janela para interatividade

Com downloads na casa de 30 mil, o aplicativo Pasto Certo não para de inovar. Ele encerrou o ano de 2019 e entrou o novo ano com a função “Demandas” trazendo um rico retorno dos atores da cadeia produtiva da pecuária de corte no País. Ao abrir o aplicativo, o usuário é recebido com a pergunta: “Quais são as suas principais dificuldades relacionadas às pastagens? Conte para a gente”. A partir disso, ele é convidado, durante cerca de cinco minutos, a colaborar com os pesquisadores da Embrapa em melhoramento de forrageiras tropicais na construção de futuras pesquisas na área.

Continue lendo “Função em aplicativo Pasto Certo abre janela para interatividade”

Metodologia reduz erros na previsão de cheias do Pantanal

O pesquisador Carlos Padovani, da Embrapa Pantanal, publicou um artigo em que aborda uma metodologia que reduz erros de cálculo sobre a estimativa de tempo que uma onda de inundação percorre durante a enchente do Pantanal. Nesta entrevista, ele explica como funciona a metodologia. Acompanhem:

Pecuária do Futuro: Como funciona a metodologia?

Carlos Padovani: A análise de previsão do nível do rio para estimativa de inundação deve fornecer dois resultados principais: 1 – quanto será o nível do rio no futuro próximo e 2 – quando esse determinado nível ocorrerá. O estudo enfoca nesse segundo parâmetro de tempo, o tempo de viagem da água de um lugar para outro.

Continue lendo “Metodologia reduz erros na previsão de cheias do Pantanal”

Modelo auxilia na indicação de quantidade viável de substituição de pastagem no Pantanal

Pastagens naturais do Pantanal exigem cuidados da pesquisa para eventual substituição. Foto: Rui Madruga.

A pesquisadora Sandra Aparecida Santos, da Embrapa Pantanal, está avançando na construção de uma ferramenta que ajude o produtor pantaneiro a tomar decisões relacionadas à substituição de pastagens nativas por exóticas. Dados levantados pelo Imea (Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária) em 15 propriedades do Mato Grosso foram disponibilizados a ela. Embora sejam necessárias pelo menos 20 propriedades, uma análise inicial será feita.

Continue lendo “Modelo auxilia na indicação de quantidade viável de substituição de pastagem no Pantanal”

Aplicativo deve ser desenvolvido por cooperativa com base em protótipo da Embrapa

Está em fase de negociação com a Cooperativa de Produtores Rurais Coopercitrus, de Bebedouro (SP), o desenvolvimento de um aplicativo para diagnóstico de pasto degradado.

A Embrapa, em parceria com stakeholders, por meio do projeto Pecuária do Futuro, desenvolveu e validou um protótipo que integra informações espaciais e temporais para suporte ao diagnóstico de pastagem. As pessoas têm dificuldade em fazer um diagnóstico adequado das condições do pasto e se precisa ser recuperado (ajustar manejo, corrigir solo etc.) ou reformado (prepara a terra e planta novamente a pastagem).

Continue lendo “Aplicativo deve ser desenvolvido por cooperativa com base em protótipo da Embrapa”

Relação com stakeholders amadurece em terceira reunião do projeto

Junto com equipe da Embrapa, stakeholders testam protótipos.

Aconteceu no dia 20 de agosto, na Embrapa Pecuária Sudeste (São Carlos-SP), a terceira reunião de stakeholders do Pecuária do Futuro. A relação com esse grupo começou antes da concepção do projeto, em 2014, e vem evoluindo constantemente, por meio de contatos presenciais e virtuais.

Neste terceiro encontro, os stakeholders tiveram acesso a três protótipos de ferramentas que estão sendo criadas a partir de pesquisas envolvendo vários centros da Embrapa. A finalidade é apoiar o pecuarista na hora de tomar decisões relativas às pastagens. Eles fizeram um exercício prático de testar essas ferramentas, apontar falhas e indicar melhorias.

Evolução
“A relação amadureceu nesses cinco anos e hoje eles estão bastante comprometidos com as soluções que estão sendo construídas para a pecuária”, afirma Patrícia Menezes, líder do projeto.

Continue lendo “Relação com stakeholders amadurece em terceira reunião do projeto”

‘Orientação de usuário amplia chance de tecnologia ser aplicada’, diz pesquisador

O pesquisador José Ricardo Pezzopane, da Embrapa Pecuária Sudeste (São Carlos-SP), tem atuado no desenvolvimento de uma ferramenta ligada à adubação de pastagens. O protótipo foi apresentado em forma de aplicativo para celular e recebeu contribuições dos stakeholders do Pecuária do Futuro.

Pezzopane mostra dados de pesquisa utilizados na ferramenta de adubação.

Logo após o teste, ele fez uma breve apresentação técnica de como a ferramenta foi pensada e que resultados de pesquisa foram incorporados. Explicou que dados climáticos foram obtidos de diferentes estações e em períodos diferentes. “As condições para adubação em São Carlos e São José do Rio Preto, por exemplo, são diferentes. O acúmulo de água no solo e as temperaturas mudam. A ação do adubo será diferente também”, explicou.

Continue lendo “‘Orientação de usuário amplia chance de tecnologia ser aplicada’, diz pesquisador”

Resolução de imagens e tipo de drone ainda são desafios

Thiago Santos, pesquisador da Embrapa Informática Agropecuária (Campinas-SP), disse que os próximos passos de sua atividade no Pecuária do Futuro incluem definir a resolução mínima das imagens para que a tecnologia do uso de drones para o manejo de pastagens seja colocada em operação no campo. “Pode parecer uma tecnicalidade, mas é algo muito importante para saber que tipo de aeronave vai conseguir cobrir as áreas dos pequenos, médios e grandes produtores”, explicou.

Thiago Santos falou do desafio de ajustar resoluções de imagens à ferramenta

Nos últimos meses, o desenvolvimento da tecnologia avançou com a melhoria das estimativas, ampliação da base de dados e a chegada de nova integrante com experiência em processamento de imagens e visão à equipe. “A gente também começou a investigar algumas ideias de como encontrar representações para imagens que sejam mais fáceis de fazer estimativas de biomassa”, afirmou.

Continue lendo “Resolução de imagens e tipo de drone ainda são desafios”

“Demanda é deles e tecnologia pode ser adaptada”, diz analista

Gustavo Bayma disse que todas as sugestões apresentadas foram válidas.

Sandra Nogueira e Gustavo Bayma, da Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna-SP), apresentaram, em reunião, um sistema que utiliza imagens de satélite para calcular o volume de biomassa nos pastos. O protótipo foi um dos três testados pelos stakeholders do projeto Pecuária do Futuro. “A ideia já havia sido previamente discutida com um dos stakeholders por videoconferência, muita informação a gente trouxe já direcionada”, disse Bayma.

Durante o evento, segundo ele, foi possível verificar o quanto as informações anteriores obtidas do produtor rural se aproximavam da realidade do gestor da fazenda. “Todas as sugestões apresentadas aqui foram válidas, houve uma aceitação muito grande e uma complementação de informações que, do ponto de vista de quem está lá no campo, vai facilitar a tomada de decisão”, afirmou. Essa tem sido a lógica do projeto Pecuária do Futuro desde antes de sua concepção. A proposta nasceu a partir de uma consulta aos stakeholders, em 2014.

Continue lendo ““Demanda é deles e tecnologia pode ser adaptada”, diz analista”